Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Errante

"Por mais soberana que a a minha mente se torne, o meu coração será para sempre vagabundo"

19
Nov09

...

anpatriciaa

 

Fecho por instantes os olhos e lembro com nitidez a primeira vez que dormimos juntos, o primeiro beijo, o primeiro abraco, a descoberta assombrosa de um amor surgido quando menos procuravamos, a ternura que nos tomou de assalto quando nos julgavamos a salvo numa aventura de uma so noite, da profunda intimidade criada desde o inicio, como se durante as nossas vidas inteiras nos tivessemos preparado para este encontro, a facilidade, a calma e a confianca com que nos amamos, como as de um velho casal que partilhou mil e uma noites. E todas as vezes depois de satisfeita a paixao e renovado o amor, dormimos muito juntinhos sem querer saber onde comeca um e acaba o outro, nem de quem sao estas maos ou estes pes, numa tao perfeita cumplicidade que nos encontramos em sonhos e no dia seguinte nao sabemos quem sonhou com quem, e quando nos movemos nos lencois o outro preenche os angulos e as curvas, e quando um suspira o outro suspira, e quando um acorda, o outro acorda tambem.

-Paula, Isabel Allende

 

19
Nov09

Receita para a felicidade

anpatriciaa

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes mas, não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo, e posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo...


Autoria desconhecida

 

12
Nov09

i love you like certain dark things are to be loved, in secret, between the shadow and the soul

anpatriciaa

 

Sinto-me a mesma pessoa de sempre.

 Sempre ouvi as pessoas dizer "mudei, já não sou quem era", não sei, mas eu não sou assim!

Claro, sinto que vou crescendo e amadurecendo, aprendo, evoluo, mas cá dentro ainda sinto que sou aquela rapariga que achava que era ninja, que ia brincar no rio, que usava camisolas xxxl, leggins e ténis da nike sem atacadores porque achava fixe, que fechava-se na casa de banho porque tinha vergonha de dançar com o Fábio,  e que "amava loucamente" o Diogo.

 Todas as coisas que fiz, mesmo as de que não me orgulho ainda têm uma ligação comigo, ou seja, ainda me identifico com essa miúda, de 8, 11 ou 15 anos, entendo a razão das minhas acções, entendo os problemas, e as escolhas, mesmo que hoje não as fizesse.

 Enfim, com isto quero dizer que me mantenho fiel a mim própria, que sou assim, sempre fui e provavelmente sempre serei, uma mudança aqui, outra ali, mas acho que mesmo com noventa anos de idade, vou continuar a dar gritos histéricos, ler poemas, ter uma "dificuldade" com relações amorosas/sentimentos e sonhar com uma vida futura, com uma viagem, com um amor.

Relembrar quem sou... Eu sou eu, eu sou a musica que fica na memoria durante horas, sou o ar que nos rodeia, sou o sabor do mar. Sempre o fui e sempre o serei.

Todas as lutas que não ganhei.

 Todas as lágrimas que derramei.

 Fizeram-me cansada,

 Mas não me arrependi, de nada.

btw, adoooro a minha cao *-*

(adoro as minhas memorias de infância ahah)

07
Nov09

Já não vivo, só penso

anpatriciaa

"Já não vivo, só penso. E o pensamento
é uma teia confusa, complicada,
uma renda subtil feita de nada:
de nuvens, de crepúsculos, de vento.

Tudo é silêncio. O arco-íris é cinzento,
e eu cada vez mais vaga, mais alheada.
Percorro o céu e a terra aqui sentada,
sem uma voz, um olhar, um movimento.

Terei morrido já sem o saber?
Seria bom mas não, não pode ser,
ainda me sinto presa por mil laços,

ainda sinto na pele o sol e a lua,
ouço a chuva cair na minha rua,
e a vida ainda me aperta nos seus braços."
 

 

-Fernanda de Castro

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D