Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Errante

"Por mais soberana que a a minha mente se torne, o meu coração será para sempre vagabundo"

22
Fev16

exercício

anpatriciaa

Exercice to feel good and not to look good. (looking good is a bonus but shouldn't be the real goal, because alone it will bring you very little)

940873_139503142901942_703213762_n.jpg

 

Autoria da fotografia: desconhecida 

14
Fev16

Felicidade

anpatriciaa

No outro dia vi um documentário sobre a felicidade. E disseram que, ao contrário do muitos pensam, os estímulos externos são muito menos relevantes do que a maioria pensa. Ou seja, o quão boa é a vida de alguém pouco influencia o quão feliz este é (e isto vai um pouco à clássica história do pobre feliz e do rico triste, que já foi mais que explorada, vamos pensar numa população mais homogénea, na classe média, por exemplo). Concordo com a ideia.  A verdade é que quando alguma coisa boa acontece, sim, nós ficamos felizes, mas dura pouquíssimo tempo, não tarda já tomamos a tal coisa excelente por garantida e estamos a contemplar a próxima meta. Assim, a maioria das pessoas felizes, não o é por ter mais sorte na vida que os outros, mas sim porque, literalmente, escolhe sê-lo. Todos nós, e isto é garantido, teremos na vida infortúnios para nos preocupar e deprimir.  Cabe-nos apenas fazer uma escolha, ou ficar triste por estas coisas inevitáveis, ou ter a capacidade de, perante aquela mosca que às vezes nos atinge, por de lado a autocomiseração. Porque, no final de contas, não é nada de especial, todos conseguimos arranjar coisas para nos chatear, se quisermos. 

 

8.jpg

autoria da imagem: Manuel Rodríguez Sánchez

09
Fev16

D. Sebastião

anpatriciaa

 

Louco, sim, louco, porque quis grandeza

Qual a Sorte a não dá.

Não coube em mim minha certeza;

Por isso onde o areal está

Ficou meu ser que houve, não o que há.

 

Minha loucura, outros que me a tomem

Com o que nela ia.

Sem a loucura que é o homem

Mais que a besta sadia,

Cadáver adiado que procria?

 

Mensagem, Fernando Pessoa, 20-2-1933

09
Fev16

desabafo

anpatriciaa

Quanto devemos aguentar até desistir? Até quando devemos insistir? Se escolho A sinto-me fraca, se escolho B sinto-me louca.

Maldita vida e a forma como vem sem manual de instruções. 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D